segunda-feira, 27 de outubro de 2008

O tempo que passou

O tempo que passou me deixou sem tempo
e correr atrás de mim mesmo passou à ser meu tormento
meu passa-tempo predileto "o retransfigurar-se",
"o recontextualizar-se", "o me ser de novo".

Nessa busca separo-me:
-Um pra cada lado!! Vai, vai!!
Trago-me à força muitas vezes,
reabro cicatrizes,
sigo numa pilhagem
que ao mesmo tempo suja e purifica.

Um cata-vento ao avesso, trazendo de volta tudo que perdi
tudo que o tempo me roubou...
Quero de volta mesmo que não mereça, mesmo que não precise,
quero acumular-me em mim, pra me refazer, me reconhecer.

Envelhecendo no processo de compreender-me à fundo
vou a todo segundo redescobrindo-me e desaparecendo
pra depois de tudo abraçar a morte e viver-me
deixando que meu crepúsculo encante a aurora do dia seguinte.

2 comentários:

Maria Helena disse...

Gostei...
Beijos

Emily Divino disse...

Olá Daniel! Tudo bem? Aqui quem fala é Emily Divino, estudante de jornalismo do Mackenzie.
Estou com o programa da Mostra cultural da COOPERIFA, e vi que terá um debate sobre "Cinema na periferia", e eu estou fazendo uma matéria justamente sobre esse tema. Infelizmente, meu prazo de entrega será antes do debate, então gostaria de saber se posso entrevistá-lo, via e-mail, telefone, pessoalmente, como for melhor para você!
Agradeço desde já!
Abraços

Emily Divino
emilydivino@gmail.com