quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Calendário eterno

Um dia...
um dia amei uma mulher com todas as forças do meu coração
fui mudado por ela e pelo mundo.
Um dia cresci e não era o limite
continuo buscando o crescimento.
Um dia o que eu me tornei desagradou à quem amava
e um dia nos separamos, era dia mas nada era claro.
Um dia, confuso, me peguei a pensar ouvindo Belchior:
"O que algum tempo era jovem novo hoje é antigo e precisamos todos rejuvenescer"
Neste dia entendi o que ele dizia e entendi a diferença de fazer a diferença!
Um dia ei de viver tudo de novo e escrever outro poema, pra uma nova dor...


à meu ex-amor

3 comentários:

André disse...

Karalho mano....
esse ai foi fundo!
Tamo ai...

Abçs

Simone disse...

"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil."
Clarice Lispector

A vida é feita dessas dores para que possamos enxergar um sentido que vai mais além.

Escreves muito bem Poeta

Beijos Simone

kenny disse...

Abalou Banguu Negooo hauahau

Firmezaa gostei do texto, Daniels o cara de mil talentos tah certo, quem sabe um dia eu ñ tente escreve tbm né, ñ tão bom qto vc mas estamos aee.

Abraços Mestre até